Skip to content

É possível vender ou trocar carro com dívida? Saiba mais!

Vender ou trocar carro com dívida é uma solução imediata para pessoas que compraram um veículo e enfrentam dificuldades financeiras no momento e precisam se livrar da dívidas e ainda arrumar um dinheiro. Porém, antes de vender o carro, é interessante analisar bem os diferentes pontos de vista que listamos aqui neste artigo.

É comum trocar ou vender um o carro mesmo quando ele ainda possui um empréstimo ou financiamento – e para falar a verdade, as concessionárias ficam felizes em poder “ajudá-lo com isso”. Vale mencionar que quando você negocia seu carro com uma concessionária, loja ou particular um parte do seu valor será subtraído do preço de mercado do carro.

Quando vender ou trocar carro com dívida?

Vender ou trocar com carro com dívida é uma atitude que deve ser pensada, analisada a partir de vários aspectos. Não é viável pensar apenas no financeiro, mas em tudo o que envolve esse veículo, principalmente se for financiado.

É comum encontrar pessoas que estejam com o financiamento atrasado, impostos que não foram quitados e até multas. Em casos assim, esses proprietários decidem repassar o veículo ou até trocar por um outro mais em conta e se livrar da dívida.

É possível vender ou trocar carro com dívida? Saiba mais!

A decisão de repassar o veículo para frente deve ser tomada a partir da conscientização do cenário financeiro da pessoa ou família. Se não houver acordo e nem condições para que eles sejam realizados, aí sim a solução é vender ou trocar.

Vender ou trocar carro endividado é possível?

Sim. No caso da venda, a saída pode ser por meio de leilões, concessionárias ou mesmo optando pela venda direta, anunciando em sites como OLX, Mercado Livre, entre outros.

Se você optar pela troca, o caminho mais fácil é justamente optar pela troca direto, também pelos sites de vendas. Porém, para ambas situações é recomendado reunir as informações completas do veículo e das dívidas.

Passo a passo para tentar vender ou trocar carro financiado

Seja para vender ou trocar de carro com dívida de financiamento ou empréstimo, é preciso pensar em dois detalhes. O primeiro é reunir todas as dívidas do veículo e deixar tudo isso claro para os compradores. Dependendo do valor, é mais fácil concessionárias e lojas comprarem do que o consumidor comum.

Além das dívidas, é necessário também reunir os detalhes do veículo, incluindo o que o carro de bom e as reais condições do automóvel. Essas informações são importantes principalmente na hora de postar em sites de vendas.

A venda do veículo quitado é mais vantajosa

Se você optar por negociar e manter o veículo, pode ter certeza que posteriormente poderá se recompensado por isso. Afinal, com o veículo em dia você pode vender ou até usá-lo como entrada para comprar um novo.

Agora, se você realmente quiser um lucro de 100% na venda do seu carro, o melhor é repassá-lo quitado. Dessa forma, o dinheiro recebido na venda pode ser usado em sua totalidade para uma reserva ou investimento.

O que fazer com o dinheiro ao vender ou trocar seu veículo?

Se você vendeu ou optou por trocar carro com dívida, certamente foi por questões financeiras. Nada mais certo do que resgatar parte do dinheiro para quitar total ou parcial das contas em aberto. Aliás, dependendo do tipo de dívida, a transferência da dívida pode ser feita mas a transferência do carro não é realizada oficialmente pelo órgão de trânsito.

Se este não for o seu caso, bora então de pensar em organizar outras contas ou até mesmo guardar o dinheiro para outra finalidade. Por exemplo, se você guardar e economizar o dinheiro, uma entrada maior ao comprar um carro permite juros mais atraentes.

Dívidas com a união impede transferência legal

Se o veículo estiver com dívidas como multas ou até IPVA atrasado, o novo dono não vai conseguir transferir se não acertar os valores em aberto. É por isso que na hora da venda é importante ser claro, já que o vendedor ou comprador terá que arcar com os custos.

Financiamento em aberto também apresenta o mesmo impasse, porém com a financeira. Se houver prestações em aberto, o comprador não conseguirá transferir a dívida.  É necessário se atentar sobre a renda do comprador, se será aceita para que a financeira faça a transferência da dívida.

De um modo geral, se você estiver precisando vender o veículo por conta do financeiro, analise bem as alternativas. O ideal é tomar a decisão considerando que todas as saídas anteriores não poderiam te ajudar a resolver o impasse.

Lembre-se também das questões legais, pois podem também impedir a venda ou até a troca do veículo com dívida. Seguindo esses passos, você certamente tomará um decisão consciente e o cuidado necessário para não ter dor de cabeça no futuro.

É possível vender ou trocar carro com dívida? Saiba mais!
Média 4.917 votos