Previdência

Resgatar dinheiro da previdência privada – Qual a forma?

Quando pensar em fazer uma previdência você precisará decidir como vai resgatar o dinheiro da previdência privada para não ter prejuízo quando receber o dinheiro.

Como resgatar dinheiro da previdência? Nós já explicamos aqui no Portal do Empréstimo que o momento ideal para começar pagar uma previdência privada depende do seu objetivo. O mesmo acontece quando pensamos no resgate desse investimento. Existem pelo menos uns 4 cuidados ao resgatar a previdência privada que vamos falar em outro post. O mais importante nesse processo de resgate é você precisa levar em conta sua meta para então decidir entre as formas de resgate com muito cuidado para não ser surpreendido pelos descontos e taxas cobradas.

Resgatar plano de previdência sai caro e deve ser última alternativa – porque? Você não faz a antecipação da previdência, ou resgata parte ou resgata o total que contribuiu, com isso muda-se a programação do fundo projetado para o futuro. Outra coisa, previdência privada é um modelo de investimento que praticamente vale a pena se for resgatado para mais de dez anos. Só nessa situação, o imposto tem uma redução vantajosa e pode, em alguns casos, ter à isenção total.

Mas será que vale a pena resgatar minha previdência privada? Essa é uma dúvida de pelo menos metade das pessoas que fazem essa aplicação. É importante vocês entender que existe uma diferença entre resgate e benefício.

  • Resgate: Chamamos de resgate quando o participante decide sacar o valor acumulado no plano antes ou fora das condições acordadas por contrato.
  • Benefício: Já o benefício é o pagamento realizado quando o chega a idade ou data prevista pelo titular do plano ao contratar a previdência privada. Sabendo disso, vamos conhecer todos os modelos disponíveis
resgatar dinheiro da previdência
Quais as formas de resgatar dinheiro da previdência privada?

Tipos de renda por benefício na previdência privada

#1 – Renda mensal temporária

Neste modelo você define já quando contrata o plano de previdência privada uma data de início e uma data de término para receber a renda. O valor deixa de ser pago em caso de falecimento do titular ou ao atingir o prazo determinado. É uma alternativa interessante para quem quer uma complementação de renda para comprar ou quitar parcelas de bens como automóveis e imóveis ou até mesmo para garantir o pagamento das parcelas dos estudos dos filhos.

#2 – Renda mensal vitalícia

Este é o modelo mais conhecido de previdência privada. Ideal para quem deseja ter uma velhice mais tranquila sem prejudicar o padrão de vida. Com esse modelo de resgate você define, na contração uma data para começar a receber o benefício e ele será pago mensalmente até o fim da vida. O plano é automaticamente cancelado quando o beneficiário falece e não há possibilidade de resgate do capital acumulado.

#3 – Renda mensal vitalícia reversível

Nesta opção, a renda mensal é vitalícia para o titular, assim como na renda mensal vitalícia, mas, há um beneficiário vitalício substituto. Ou seja, caso a pessoa que contratou o plano morra uma outra pessoa indicada por ele passará a receber um percentual da renda do plano de previdência. Mas atenção! Caso esse segundo beneficiário morra antes do titular do plano não há como indicar um outro substituto.

Tipos de resgate da previdência

#1 – Resgate Total

O resgate Total também é conhecido como o resgate integral. Ele acontece quando o titular realiza uma espécie de saque retirando todo dinheiro de uma única vez. Esse valor é maior do que o valor investido porque já tem já inclui a rentabilidade do período em que ficou alocado no plano de previdência. É uma alternativa interessante para quem quer guardar dinheiro para dar uma entrada num apartamento automóvel, por exemplo.

Em caso de resgate total é importante que você saiba que é o retirar o dinheiro uma parte dele é descontada. Esse desconto é referente ao pagamento do imposto de renda retido na fonte ou seja ele já é descontado antes mesmo de chegar até você de forma que você não precisa mais declarar, Mesmo assim o valor que você sacar provavelmente é maior do que o valor investido.

#2 – Resgate Parcial

O resgate parcial é muito parecido com um resgate integral. A única diferença é que o titular não retira o total do dinheiro investido. Nesse caso o dinheiro que fica continua rendendo mas Fique atento também haverá desconto do Imposto de Renda sobre o valor resgatado E dependendo do período que o dinheiro está no plano este valor do IR pode ser uma mordida muito grande no seu investimento.

Fique de olho!

  • Tributações e alíquotas podem descontar uma boa parte do seu dinheiro em caso de resgate antecipado.
  • Taxa de carregamento: é a taxa paga ou na entrada dos recursos ou no resgate. Antes de escolher a seguradora do seu plano de previdência pesquise as taxas de carregamento disponíveis no mercado e tente negociar.
  • A Taxa de Administração também desconta uma parte do seu dinheiro. O total pode chegar a 5% ao ano sobre todo o valor disponível. É bom tomar cuidado para não diminuir a rentabilidade por causa de taxas altas.

Quando bem planejado e saber exatamente quando começar a pagar uma previdência privada, pode ser benefício para o futuro de qualquer pessoa, e saber quando resgatar dinheiro da previdência privada pode salvar boas quantias em dinheiro que seriam pagos em  impostos.

Resgatar dinheiro da previdência privada – Qual a forma?
Média 4.6144 votos

Account Manager, Consultora e Blogueira - Trabalhou com produtos e serviços de crédito no segmento financeiro. Atualmente é produtora de conteúdo e escreve sobre linhas de crédito, financiamentos e finanças.

Escreva um comentário