Skip to content

Refinanciamento do Banco e Financeiras no Brasil

Quer saber como é que funciona o refinanciamento do banco? O que é, entender as suas regras e condições, e se realmente vale a pena fazer? Então continue lendo o texto que iremos esclarecer pra você as principais dúvidas quando se trata de refinanciamento! Essa opção de crédito financeiro é quando o cliente coloca o imóvel ou veículo como garantia para conseguir um crédito pessoal ou empréstimo empresarial.

Diferente do limite de empréstimo e do consignado em folha, nestes casos, não é necessário vender a casa ou carro para conseguir o dinheiro emprestado. Na prática, é uma operação financeira muito mais fácil e com menos burocracia do que em empréstimo com garantia de imóvel ou veículo.

O refinanciamento do banco para que possui imóveis, também é conhecido como hipoteca. Essa condição de crédito é uma proposta que pode ser pensada justamente quando você tem uma dívida grande e esta pagando juros altos e que se livrar o quanto antes. No refinanciamento de banco, o prazo para pagar devolver as parcelas é longo, chega até 20 anos e os juros são menores, inicia em 1.15%.

Refinanciamento do Banco com Imóvel ou carro é bom?

Para ser aprovado ao solicitar um hipoteca ou refinanciamento de banco dando imóvel ou carro como garantia, pense no seguinte. Você pode perder sua casa ou seu carro? Pois é, se você não conseguir pagar as parcelas que se comprometeu a pagar – finish. Do contrário, não há porque temer. Por isso, antes de escolher por este produto financeiro, reavalie as suas condições e se de fato irá conseguir arcar com as parcelas por um longo período. Como falado anteriormente, o refinanciamento é válido para pessoas que precisam de dinheiro com urgência e para coisas que elas consideram importantes.
Refinanciamento do Banco e Financeiras no Brasil

Quais as condições do refinanciamento de banco

Você sabia que nos Estados Unidos essa prática é tão comum que até famílias fazem uma renda extra colocando o seu imóvel como garantia? Aqui no Brasil, com o aumento da crise, e com os bancos um pouco mais desconfiados devido a uma economia variável, o refinanciamento aumentou consideravelmente.

E os especialistas afirmam que essa é uma opção mais barata para quem está definitivamente no vermelho, naquele efeito bola de neve sobre as finanças familiares, e precisa com urgência do dinheiro, justamente porque o tempo de pagamento é maior e os juros mais baratos. Alguns dos bancos que realizam essa modalidade são:

Refinanciamento Santander
Refinanciamento Itaú
Refinanciamento Bradesco
Refinanciamento Caixa
Refinanciamento Banco do Brasil

Antes de escolher por qual irá optar conheça bem as regras, formas de pagamento, custos extras e taxa de juros.

Conheça as regras de cada banco para fazer o refinanciamento

Antes de optar pelo refinanciamento do banco x ou y (empréstimo como garantia), avalie em pelo menos três credores para realmente conseguir taxas de juros totais mais perto do mínimo. Senão, você pode optar pelo empréstimo consignado com juros mais baixos. Conheça as regras, os termos e condições de cada banco que puder. Muitos disponibilizam pesquisas de simulação de refinanciamento online, no qual você já pode ter uma base do valor da parcela ou do saldo devedor total.

Em geral, para contratar um refinanciamento nos bancos e financeiras, é solicitado que o imóvel e o veículo estejam no nome do solicitante, e que os mesmos não tenham pendências financeiras. Além disso, no caso do veículo, ele somente é avaliado dependendo do seu ano, mais de cinco anos de uso – esquece!

As casas também, dependendo das regras, serão avaliadas somente aquelas que valem a partir de 70 mil, mas claro, essas regras podem variar muito de cada instituição financeira. E claro, o cliente precisa ter ou abrir uma conta no banco que for fazer o refinanciamento.

Taxas de Juros em refinanciamento nos bancos

Normalmente os bancos oferecem uma linha de juros menores, quando comparado a outros tipos de empréstimo. Justamente porque ele tem o imóvel, carro ou bem como garantia caso ele não pague a dívida. A taxa de juros mensais variam de 1,15% a 1,75%. Para ter uma ideia, uma comparada com os juros mensais de um empréstimo pessoal, é de 4,14% a 25,08%, claro que de acordo com cada banco ou financeira.

A operação tem vários custos embutido, e com o Custo Efetivo Total (CET), você saber o valor do juro aplicado, das taxas de vistoria, documentação, seguros e eventuais encargos e impostos.

Cuidados na hora de fazer um refinanciamento

O refinanciamento de imóvel e veículo nos bancos ou em financeiras tem crescido em meio à crise, sempre avalie se ele é a melhor opção para o seu momento financeiro, principalmente se você está em um emprego não muito estável. Fazer uma avaliação sincera se vale a pena ou não contratar um refinanciamento do banco de sua preferência pode te livrar de apuros futuros.

Refinanciamento do Banco e Financeiras no Brasil
Média 4.736 votos