Empréstimo

Reembolsar empréstimo: estou com dificuldades

Não consegue reembolsar seus empréstimos com garantia, crédito habitação, estudantil ou financiamento de carro? Confira dicas para sair desses problemas financeiros e das dividas ...

Reembolsar empréstimo – Fez empréstimo para realizar algum desejo qualquer, se comprometeu com dividas mais do que devia e agora essas parcelas do empréstimo está apertando seu orçamento financeiro trazendo dificuldades e necessidades básicas para toda família … e agora? Nesse cenário muitas pessoas poderiam entrar em pânico fácil, principalmente se estiver lutando para ter que pagar parcelas de empréstimo que arriscam o bem estar de modo geral.

Quando se trata de empréstimo não consignado (crédito pessoal) o problema não é tão desconfortável, no entanto, se as parcelas são de empréstimo com garantia, crédito imobiliário, penhor ou empréstimo com agiotas, o caldo pode engrossar, nesses casos, o mutuário corre o risco de perder a segurança e os bens (uma casa, carro, jóia de família etc). Embora possa parecer impossível voltar a seguir um caminho financeiro estável, sempre há uma rota de fuga para lidar com dificuldades financeiras.

Não consegue reembolsar seu empréstimo

Tudo pode acontecer quando estamos vivos, e na jornada de qualquer cidadão: perder emprego, começar uma crise familiar por separação ou um acidente de carro sem seguro com perda total do veículo – faz parte. O fato é que qualquer incidente inesperado desestabiliza a renda mensal já comprometida com dividas deixando um devedor incapaz de cumprir alguns dos seus compromissos financeiros mais importantes.

Tudo vai depender de como você vai reagir quando esses intemperes acontecerem, então assim que você perceber que você não poderá reembolsar seu empréstimo e cumprir os pagamentos das parcelas, fale com seu credor sobre suas dificuldades. Veja se você pode chegar a um acordo amistoso com eles, por exemplo: reduzindo os reembolsos mensais e aumentando o prazo por mais tempo (renovação de empréstimo).

Você pode conseguir que os juros e encargos sejam diminuídos – ou elaborar um plano de pagamento de dívidas. Nesse caso (Refinancar empréstimo pessoal ou portabilidade de crédito), usando uma destas modalidade, você pode pagar a soma devida aos credores sem ter que perder nada que te pertence.

Então, como primeiro passo, é sempre sábio conversar com as empresas que você está devendo dinheiro e explicar sua situação, seja bancos, financeiras ou emprestadores particulares. De modo geral, eles deverão trabalhar com você para criar um plano de reembolso que reduza os problemas.

“Se você está com dificuldades em pagar suas contas e reembolsar empréstimo ao seu credor, certifique-se de conseguir ajuda o mais rapidamente possível e colocar uma pausa em seus gastos desnecessários.” É mais fácil acumular dívidas do que se livrar das dívidas e, ainda mais difíceis manter o controle quando tudo está para ser perdido. Se rápido em assumir o controle emocional e financeiro.

Crie um orçamento financeiro

Elabore um orçamento da grana que entra e da que sai da sua renda, liste suas despesas e veja quais áreas de gastos você pode eliminar ou reduzir. Isso irá ajudá-lo no controlar de gastos e no controle de suas finanças. “Lembre-se que empréstimos garantidos ou hipotecas, você arrisca perder sua casa se você não reembolsar as parcelas do empréstimo, da mesma forma, se você tem um empréstimo de carro novo (financiamento), o carro pode ser apreendido e ir a leilão.

Então, prioriza suas dívidas, pague primeiro pelo que precisa comer, morar para poder trabalhar, por exemplo. Em geral a maioria das pessoas não reserva dinheiro para custos emergências ou poupa dinheiro, se esse for seu caso, a sugestão é começar fazer isso antes que o pior aconteça.

Não ignore suas dívidas

É muito comum devedores ignorarem as cobranças feitas pelos credores através de cartas, telefonemas, sms, mensagens de voz relacionando as dívidas acumuladas ou as cobranças de reembolsos das parcelas de empréstimos não cumpridos. Afinal, eles não podem invadir sua casa ou dos seus familiares se você não atender, esse é o pensamento primário, mas errado! Além disto, a dívida vai continuar aumentando com o fermento do juros e mais juros compostos.

Não é legal, ficar endividado. Sujar o nome, sem dúvidas afeta a possibilidade de você pegar novos cartões de crédito, abrir crediário em lojas ou fazer um empréstimo novo, além de várias restrições em áreas pessoais e no trabalho dependendo sua função.

Reembolsar empréstimo: estou com dificuldades
Avalie esta postagem

Account Manager, Consultora e Blogueira - Trabalhou com produtos e serviços de crédito no segmento financeiro. Atualmente é produtora de conteúdo e escreve sobre linhas de crédito, financiamentos e finanças.

Comentários fechados