Previdência

Previdência Privada – Aposentadoria mais Tranquila – O que é?

Você possui projetos e metas de longo prazo, então você não pode deixar de fazer uma previdência privada para garantir uma aposentadoria tranquila

Você já pensou como vai ser sua aposentadoria? Quanto você vai ser o salário do seu benefício da aposentadoria do INSS? Faça as contas, talvez esteja na hora de pensar em uma Previdência privada complementar! Cada vez mais o termo previdência privada está presente na vida dos brasileiros, fatores como o envelhecimento da população, as crises no sistema previdenciário e os baixíssimos valores pagos aos aposentados, abrem espaço para a iniciativa privada.

A Previdência privada é um tipo de plano de aposentadoria que visa à arrecadação de recursos por tempo determinado a fim de acumular valor, como uma poupança em longo prazo. O valor acumulado ao longo do tempo de contribuição, assim como na previdência social, pode ser revertido em uma mensalidade paga ao beneficiário por um período definido no momento da contratação do produto. Pode-se ainda ao término do prazo de contribuição resgatar o valor total acumulado.

Mas se a previdência é similar a uma poupança, porque investir na previdência ao invés de aplicar na poupança? A resposta é simples, os planos de previdência no geral podem render mais que o dobro do rendimento da poupança, ou seja, em longo prazo os valores investidos em previdência terão uma rentabilidade e um valor acumulado muito maior.
Previdência Privada - Aposentadoria mais Tranquila

A previdência como aposentadoria complementar é sem dúvida uma ótima alternativa para quem deseja guardar dinheiro para realizar algo no futuro, tem quase tanta liquidez quanto a poupança, pois possibilita ao consumidor o resgate do valor mesmo antes do término da contribuição ou ao longo do período de contratação. Contudo os rendimentos são observados em longo prazo, ou seja, o ideal é investir sem intenção de resgate antecipado.

No Brasil temos hoje os seguintes produtos de Previdência privada:

1 -) PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre): Este tipo de plano é o ideal para quem realiza declaração de imposto de renda detalhada, porque permite ao investidor declarar o valor investido na previdência, tendo assim um desconto no valor a pagar de IR. Neste caso, o plano irá gerar uma economia imediata, reduzindo impostos, porém ao término do plano, os impostos incidentes sobre o investimento serão calculados com base no valor investido + rendimentos.

2 -) VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre): Já este plano é ótimo para quem faz a declaração de imposto de renda simplificada, esta não permite abater o valor aplicado do imposto, porém o valor do IR ao final do plano será calculado apenas sobre o valor dos rendimentos, ou seja, não pagará imposto sobre o valor investido no momento do resgate.

Importante: apenas 12% de sua renda bruta anual poderá ser declarada como investimento em previdência se escolher um plano PGBL. Se optar por realizar um investimento anual superior a 12% de sua renda bruta, o ideal será investir em dois planos, um PGBL e um VGBL para que obtenha ganho nos dois planos.

Como pode perceber não há plano melhor ou pior você deverá escolher o que melhor se adapta a sua situação atual. Agora que já entendemos como funciona a Previdência privada, é hora de investir na sua aposentadoria complementar!

Previdência Privada – Aposentadoria mais Tranquila – O que é?
Avalie esta postagem

Account Manager, Consultora e Blogueira - Trabalhou com produtos e serviços de crédito no segmento financeiro. Atualmente é produtora de conteúdo e escreve sobre linhas de crédito, financiamentos e finanças.

Escreva um comentário