Skip to content

Piores erros financeiros dos empreendedores iniciantes

Uma grande parte dos empreendedores iniciantes quando estão prestes a iniciar um novo negócio ou ideia, é ter um plano de crescimento concreto, depois ter a disciplina ajustada para conduzir as melhores ações de forma eficiente. Ser parte de uma pequena empresa, fintech ou startup nem sempre é glamouroso, muitas vezes requer simplicidade para ter que se submeter ao um processo de estruturação e crescimento ordenado.

Além de gerenciar o negócio como proprietário, o empresário ou empreendedor iniciante ao criar seu produto e determinar seu modelo de negócio, é fundamental que tenha uma mentalidade de cliente e depois de empresário. Sem essa primícia não for comprida, um desastre pode ocorrer no meio do percurso.

Quais os erros financeiros de empreendedores iniciantes

Ao abrir uma empresa de intermediação, de comércio off-line ou online (e-commerce), muitos novos empresários normalmente estão mais preocupados em ganhar dinheiro (isto é compreensível), no entanto, eles esquecem que a chave para se ter um negócio sustentável é – ter um bom produto para que os clientes sejam fiéis, sejam evangelizadores e outros que comprem a longo prazo.

Como em qualquer lugar do mundo, a vida empreendedora de quem começa um negócio, em geral, é cheia de altos e baixos, e principalmente para os micros e pequenos empreendedores iniciantes. No percurso muitos erros são cometidos, alguns reparáveis, outros nem tanto. Para minimizar esses erros, que por sinal não são apenas 10, são bem mais, porém, esse é o número que listamos dos maiores erros cometidos por empreendedores brasileiros e de outras nacionalidades. Vamos ver quais são:Piores erros financeiros que empreendedores iniciantes cometem

10 principais erros a serem evitados por empreendedores

1. Gastar o dinheiro que ainda não esta ganhou: para alguns, ter dinheiro na mão é um perigo, nunca que uma quantia em dinheiro no caixa da empresa é seu dinheiro pessoal, existem despesas e custos operacionais que precisam ser pagas com as receitas do negócio. Não gaste dinheiro do caixa com prioridades pessoais.

2. Pensar que não tem concorrentes diretos: é emocionante criar um novo produto ou novo negócio e isso pode levar empresários iniciantes a achar que eles não têm concorrência direta, ou que seu produto é o melhor do mundo. Pense sempre que a concorrência pode aparecer e ainda melhor.

3. Não ter um plano definido com metas realistas: empreendedores iniciantes ficam tão apaixonados por sua criação ou “grande idéia”, que normalmente se desviam por seguir um plano improvisado e sem solidez. Contudo, todo negócio só sobrevive se tiver planos de negócios com metas realistas e alcançáveis ​​para prosperar.

4. Não pensar em ações de marketing e mídias sociais: “Se você trabalhar, eles virão”. Esta é uma crença comum (às vezes consciente, às vezes não) entre os novos empreendedores. Muitos pensam que seus produtos e serviços são tão revolucionários que eles podem apenas confiar nas vendas off-line e boca a boca.

5. Não ter controle sobre o fluxo de caixa: novos empresários em geral não tem o costume de planificar sua vida financeira e por consequência carregam esse mal hábito para os negócios, não saber realmente quanto entra e quanto sai do negócio coloca o empreendimento em risco.

6. Fazer investimentos sem controle administrativo: taí um problema recorrente, enquanto que muitos são mãos de vaca para investimentos, outros acham que somente isso poderá levar ao sucesso. Para fazer investimentos é preciso levar em consideração a realidade local, do tamanho do negócio e o perspectiva de faturamento mensal e anual com as vendas.

7. Não ter disciplina para tomar decisões concretas: sem controle emocional e disciplina para agir no momento certo. Essa é uma das principalmente fraquezas dos empreendedores iniciantes, em especial ações relacionadas com investimentos financeiros e tomada de capital de giro e financiamentos para empresas e negócios.

8. Não economizar para reinvestir: existe um prazo para gastar outro para ganhar, não destinar uma parte do lucro em dinheiro para o fluxo de caixa ou conta de capital circulante e outra para a reserva de capital é um tiro no pé.

9. Não gerir um plano global do negócio: ou seja, todo negócio não esta focado apenas no setor financeiro, é preciso saber que um negócio possui diversas fases, etapas e processos que juntos fazem o lucro aparecer, tudo está relacionado. Fazer uma gestão financeira com equilíbrio certamente fará que outras ações estratégicas colaborem para o êxito da empresa.

10. Não resolver problemas com credores ou fornecedores: pode ser que uma hora o descontrole financeiro atinja um ou outro setor da empresa, então, diante de dívidas ou crise financeira é imprescindível negociar diretamente com os credores e fornecedores para propor soluções amigáveis e favoráveis.

Conclusão: comprometimento

Por fim, sabemos que somos passíveis de errar tanto na vida pessoal quanto nos pequenos, médio e até grandes negócios. Aqui, listamos apenas 10 erros para ajudar você a melhorar sua gestão financeira junto ao seu empreendimento.

Tente sempre se comprometer na organização eficiente, na disciplina para gerir, no poder de co-criar e de equilibrar possíveis problemas.

Piores erros financeiros dos empreendedores iniciantes
Média 4.544 votos