Os Inadimplentes e as Dívidas do Cartão de Crédito

Como controlar gastos com cartões de crédito. Como pagar dívidas do Cartão e Quais cuidados ter com o Crédito Rotativo. Confira as dicas

Os Inadimplentes e as Dívidas do Cartão de Crédito

“Dívidas do cartão”, diz a lenda que quem não têm ainda vai ter, realmente a lenda é parece ser verídica, porém não podemos deixar de relatar que existem dois tipos de dívidas no cartão, as que são pagas no vencimento da fatura e as que são quase pagas. É incrível com inadimplentes e os cartões de crédito não conseguem manter uma amizade longa ou duradoura, porque será?

Temos falado aqui no portaldoempréstimo.com e acreditamos nisso, que os cartões de crédito podem ser uma maravilhosa ferramenta financeira se utilizada de forma adequada, mas o contrário, se não utilizada vai se transformar em uma montanha de dívidas ou feridas financeiras quase que incuráveis. O mais interessante dos cartões de crédito são as facilidades, conveniência e segurança na viabilização do poder de compra imediata, é incomparável, talvez por isso muita pessoas se tornam escravas dele. Comprar com crédito sem ter dinheiro é uma manobra muito arriscada, na maioria da vezes leva o consumidor para estágios de endividamento além do esperado.

Particularmente considero as dívidas do cartão de crédito como sendo boas, Eu compro tudo que preciso sem dinheiro, pago depois com até quarenta e cinco dias de prazo, parcelo compras sem juros, mas tem um detalhe, pago a fatura sempre no dia que ela vence, além disso, acumulo milhares de pontos para trocar por prêmios ou viagens.

Gastos com Cartões

Os brasileiros estão gastando muito dinheiro a crédito sem ter ele na carteira, o pior é que “estamos aprendendo a viver com dinheiro virtual mas não estamos aprendendo a fazer pagamentos em real” (R$). Esse mal hábito de usar os cartões de crédito indiscriminadamente e gastando dinheiro que não temos para compra coisas que queremos, parece até uma doença viral aumentando a cada ano que passa, de cada 100 pessoas inadimplentes, 38 possuem dívidas com faturas de cartões.

Se você é um dos milhões de brasileiro com dívidas vencidas no cartão ou está se arrastando para pagar o crédito rotativo, o primeiro passo é entender como as dívidas do cartão de crédito chegaram aonde estão, o segundo passo é tomar providências para eliminar essas dívidas sem prejudicar o seu crédito e terceiro, arrumar meios saudáveis de pagar o cartão sem comprometer ainda mais a sua renda.

Pesquisa SPC Brasil e CNDL

Segundo uma pesquisa realizada pelo SPC Brasil (Serviço de proteção ao Crédito) e pela CNDL (Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas), 38% dos consumidores inadimplentes possuem faturas de cartão de crédito em atraso, desse 38%, 24% estão encrencados com o “crédito rotativo”.

Crédito Rotativo no Cartão

O crédito rotativo é o pagamento do valor mínimo ou parcial da fatura de um cartão de crédito. É uma espécie de parcelamento de dívida, e a diferença que fica em débito, é cobrada na próxima fatura acrescida de juros, multas por atraso e encargos de financiamento com o IOF. As taxas do crédito rotativo é uma das mais altas do mercado financeiro, em geral é cobrado de 5,9% à 17% com média de 14% de juros sobre o saldo restante. Normalmente o devedor de cartão nem se dá conta do quanto esta pagando no crédito rotativo, que na verdade não deixa de ser um financiamento ou empréstimo predatório.

Usar ou não usar Cartão

Ao usar o cartão de crédito, o consumidor deve entender como funciona o sistema de crédito, vamos ao exemplo: se o cidadão consumidor ganha cerca de R$ 980,00 por mês, tem um cartão com limite de crédito de R$ 2.500 reais, como é possível pagar uma fatura com gasto de 50% do crédito disponível no cartão que é de R$ 1.250, ou seja, R$ 270,00 reais a mais do que ele ganha por mês de salário. Nesse caso certamente o cidadão vai entrar no crédito rotativo por questões óbvias.

“O grande problema de entrar no crédito rotativo do cartão é ter que pagar as altas taxas de juros, as multas e encargos por atraso aplicadas nas próximas faturas”, portanto, pense bem antes de cometer um deslize ao usar o seu cartão, antes de mais nada, faça as contas para saber se vai conseguir pagar ou se vai rolar a dívida.

Comente aqui !