Meios Pagamentos

Máquina de passar cartão – como funciona

Seu negócio precisa de agilidade, obter uma maquininha de passar cartão pode ser a solução para pessoas físicas e para empresas.

Depois da invenção do plástico que pode ser usado como dinheiro, a máquina de passar cartão de crédito revolucionou a forma de fazer compras e pagar contas tanto para pessoa física quanto para pequenas e médias empresas. Hoje, dependendo do local em que se vive é extremamente perigoso sair com dinheiro no bolso ou na carteira, principalmente em cidades grandes e mais violentes, onde o índice de roubo não chegar ser razoável.

Logo, o uso de cartões de crédito e débito veio para trazer um pouco mais de segurança ao cidadão e facilitar o seu dia a dia eliminando o uso do dinheiro vivo e ainda podendo pagar parcelado ou no vencimento da fatura.

Hoje com o cartão de crédito e débito é possível fazer inúmeras operações financeiras. Em quase todos os lugares onde se vende algo, desde o carrinho de pipoca e hotdog, até estabelecimentos comerciais de atacado e varejo de médio e grande porte, encontramos as máquinas de passar cartão tão famosas e facilitadoras. Mas você sabe como elas funcionam na prática?

Como funciona a máquina de passar cartão ?

As maquininhas de passar cartão são fáceis de usar e manipular, mas, é preciso compreender o funcionamento delas para não fazer bobagens financeiras como os clientes. E mais, essas máquinas não operam de graça, há um custo por trás, que não é tão barato. De qualquer forma, a facilidade oferecida por essa conveniência para o dia a dia trás muito mais vantagens do que desvantagens. Vamos ver algumas:

  • Confiabilidade e reconhecimento fácil por parte da clientela
  • Aceitam vários tipos de cartões de crédito e débito
  • Muitas oferecem a possibilidade de fazer recarga de celular, cartão alimentação, pagamentos em moeda estrangeira, etc

Máquina de passar cartão - como funciona ?
Já entre as desvantagens podemos destacar a burocracia para aquisição de algumas máquinas de passar cartão, em muitos casos o equipamento tem um custo elevado, tem maquininhas de R$ 890, outros o custo é mensal, entre R$ 9 e R$ 30. Também podem ser cobradas por operação cobrando entre 2% a 3%. Na verdade, o cliente para não ter o seu lucro afetado no final do mês, precisa escolher uma que fixe o valor e pronto.

Como adquirir uma máquina de cartão de crédito ?

Quem tem um negócio próprio sabe da importância que uma máquina de cartão possui. Até mesmo quem é MEI (Microempreendedor) precisa solicitar. Mas hoje existem alguns tipos de máquina.  Há dois exemplos bem claros:

Há aquela do leitor de cartão para celular, também chamado de máquina (ou maquininha) de cartão móvel, essa sem dúvida é uma opção mais simples e barata. E a outra opção é a máquininha sem celular, que funciona via GPRS e/ou Wi-Fi, muito comum de encontrar em redes de supermercados, por exemplo.

E para quem não quer adquirir uma máquina de passar cartão tradicional, indica-se o leitor ou máquina de cartão para celular, chamada de maquininha. Ela é uma opção viável e que dá muito certo. No Brasil, várias empresas oferecem estes serviços, podemos destacar o PagSeguro, Payleven, e a própria Cielo, contam com opções de maquininhas de cartão para celular e com preço muito bom e que pode ser parcelado em 12 vezes pelo empresário.

Compensa ter uma máquina de cartão e débito ?

Cada empresário precisa avaliar o seu potencial e cliente, e assim perceber o que vale a mais pena. Para quem está começando e não tem como arcar com custos mais elevados, as máquininhas de cartão para celular são consideradas uma boa escolha.

Já para quem tem um estabelecimento com um número alto diariamente de clientes, é vantajoso investir em máquina de cartão tradicional para débito e crédito. Isso também ajuda a manter a fidelidade, e por isso vale a pena arcar com o aluguel e com as taxas. Sem contar que cada vez menos as pessoas andam sem dinheiro na carteira, então a aceitação de cartões torna os pagamentos mais práticos.

Mas cada caso é um caso. É bom avaliar o tamanho do seu negócio para então decidir como irá arcar as despesas relacionadas à maquininha para assim verificar qual é a aquisição que mais compensa.

E quando for solicitar uma máquina de passar cartão, os valores de aquisições serão de acordo com cada empresário, ou seja, isso não é muito transparente. E algumas questões são levadas em consideração: a área de atuação, qual o faturamento médio mensal, o tipo da máquina e o prazo de recebimento dos saldos, entre outros aspectos.

Qual a máquina de cartão mais barata ?

É difícil responder essa pergunta, porque os custos variam conforme o tipo de máquina escolhida, qual o ramo de atuação do estabelecimento. Algumas máquinas são conhecidas por ofertar um valor considerável, mas isso varia muito.  Há também uma relação com o volume de vendas, além de outros fatores. O mesmo vale para quem vai solicitar a compra da máquina de cartão.

Vamos dar um exemplo. Se você tem um supermercado, vale mais a pena investir nas máquinas tradicionais com um sistema integrado, isso fideliza o cliente, e você recebe clientes com os mais diversos tipos de cartão de crédito. Agora se você tem uma agência de conteúdo e pequena com poucos clientes, a maquininha vale mais a pena. Resumindo, a escolha vai depender do que o comerciante precisa.

Máquina de passar cartão – como funciona
Média 4.335 votos

Escreva um comentário