Conecte-se conosco

Compra de dólares: Investir em Dólar vale a pena?

Compra de dólares: Investir em Dólar vale a pena?

Como investir em dólares – Não é difícil encontrar notícias de que o Dólar subiu quando há crises políticas e econômicas expressivas, pois o mercado internacional sempre responde com oscilações e inseguranças. A partir disso, fica a dúvida: será que vale a pena investir na compra de moeda americana?

Investir em Dólar vale a pena?

Em abril de 2014, o Dólar chegou à mínima de R$ 2,19. Pouco mais de um ano depois, em setembro de 2015, foi até a máxima de R$ 4,14. No entanto, em maio deste ano, fechou em R$ 3,38 na maior alta do mês. Logo, fazer uma proteção contra possíveis instabilidades e incertezas da moeda brasileira sobre a americana faz-se imprescindível.

Apesar do risco ser alto para o investimento em Dólar, principalmente em momentos de crises econômicas, é possível sim lucrar com a famigerada moeda, porque ela tende a valorizar. Isso porque os investidores estrangeiros retiram o Dólar e outras moedas estrangeiras do país e migram seus investimentos para países considerados mais seguros.

Dessa forma, haveria uma menor oferta de dólares no Brasil, ou em outro país que estivesse em questão, e o preço da moeda sobe (regra da oferta e procura). Vale ressaltar que são poucos são os investidores que conseguem obter lucros significativos no mercado cambial, sendo necessária a utilização de estratégias de análise técnica para conseguir resultados minimamente satisfatórios, porém não garantidos.

Ganhar dinheiro com variação do Dólar

Ou seja, deve-se investir em Dólar apenas como forma de proteger uma carteira de investimentos, sem ter expectativas de obter lucros extraordinários com ele (que viriam a médio ou longo prazo). Também é vantajoso pensar na compra de dólares quem vai viajar ao exterior e precisa de moeda estrangeira; ficar atento às cotações diárias e comprar o dinheiro aos poucos, quando o valor estiver baixo.
Investir em dólar vale a pena
Como ponto negativo, há inúmeros investimentos com rentabilidade superior à variação do Dólar, como Tesouro Direto, Certificados de Depósito Bancário, Letras de Crédito (nos Setores Imobiliários e/ou Agropecuário, para os quais projeta-se alta para o Brasil, em 2018), entre outros – daí a grande importância da avaliação individual de cada perfil de investidor por um economista.

No entanto, avisa que a comparação depende do período avaliado, pois o Dólar pode ter variações bruscas em pequenos períodos, mas fica em desvantagem quando a análise é de longo prazo.

O rendimento da aplicação escolhida deve ser acima da inflação ou dos juros, para que o dinheiro não perca o poder de compra de antes e tenha ganho real. Para tanto, é preciso ficar atento a índices como IPCA, que mede a inflação oficial do país, e Selic, taxa básica de juros.

Como fazer para comprar e investir em Dólar?

Há algumas orientações importantes para quem pretende apostar no Dólar. Basicamente, as palavras de ordem são: informação, planejamento e cautela. Além disso, é extremamente necessário que se tenha consciência dos riscos e possíveis prejuízos. Nunca desconsiderar fazer este investimento pausadamente, de acordo com a sua conveniência, com segurança e liquidez, e com os conhecimentos necessários.

Uma sugestão prática e menos arriscada, seriam os fundos cambiais. Praticamente quase todos os grandes bancos de varejo oferecem esse produto, porém existem diferenças significativas entre a aplicação mínima exigida e a taxa de administração, que é quanto o banco cobra para administrar o seu dinheiro.

Uma alternativa interessante para esses investidores em dólares é o chamado fundo cambial, que tem ganhado musculatura e adeptos nos últimos anos. Fundo cambial nada mais é que um fundo de investimentos brasileiro, que tem a obrigação legal de investir no mínimo 80% do dinheiro arrecadado (patrimônio) em Dólar, ou em ativos que representem a variação da moeda americana.

Investir em Dólar ou na bolsa de valores?

Na prática todo bom investidor faz aplicações diversificadas e nunca em um só, mesmo que não tenha muito dinheiro para realizar os investimentos ainda assim é possível manter um carteira rentável investindo em todo tipo de papel e títulos.

Bom, voltando ao assunto, é como se você, investidor, depositasse suas economias nesses fundos e não se preocupasse com a variação do Dólar, pois ele vai acompanhar instabilidade. Detalhe: como estão ligados ao Dólar, esses fundos também foram campeões de rentabilidade no ano passado.

Um ponto de atenção: esses fundos não investem necessariamente apenas em Dólar, podendo incluir outras moedas estrangeiras, de modo que a rentabilidade do fundo não seja exatamente a mesma do Dólar. Também há a cobrança de Imposto de Renda nos fundos de investimento, seguindo a mesma tabela utilizada para investimentos de Renda Fixa, além da taxa de administração do fundo.

Conclusão

Enfim, os fundos cambiais são uma das formas melhores formas de investimento em dólares, pois são fáceis e simples, contudo existem outras alternativas eficientes, como os contratos futuros. De novo, informe-se bastante antes de realizar qualquer tipo de aplicação, a fim de evitar transtornos no orçamento.

Compra de dólares: Investir em Dólar vale a pena?
Média 4.5113 votos

Continue Lendo
Patrocinadores
Você vai gostar destes...
Clique para comentar

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Mais em Finanças

Cartão de crédito sem consulta restrição ou nome sujo
empréstimo até 90 mil
crefisa empréstimo para negativado
Subir