Skip to content

Crédito ao consumo e dicas de financiamento ao consumidor

Sempre ao fazer um crédito direto ao consumo ou financiamento, devemos procurar observar qual é o preço inicial do produto que vamos adquirir e tome o cuidado de calcular o preço final. Por que fazer isso? Simples, dependendo dos juros que será pago no financiamento, um produto com preço inicial menor, no final pode ficar muito mais caro, e vice-versa. Então tomar cuidado é o mínimo.

O que é um “Crédito ao Consumo ou Consumidor”

crédito ao consumo é uma modalidade de dívida que uma pessoa obtém quando compra um bem ou serviço. O crédito inclui compras obtidas com cartões de crédito, linhas de crédito bancário, alguns empréstimos e financiamentos. O crédito ao consumo também é conhecido como dívida do consumidor. A modalidade é dividida em duas classificações: crédito rotativo e crédito a prazo. A forma mais comum de crédito ao consumidor é um cartão de crédito.

O crédito ao consumo é utilizado por uma grande parcela de consumidores que usam este tipo de crédito para comprar serviços ou bens que se depreciam rapidamente. Isso inclui automóveis, custos com  educação, veículos de passeio, empréstimos para embarcações e reboques, mas não inclui dívidas obtidas para financiar bens para investimento ou imóveis.

Por exemplo, um empréstimo hipotecário não é crédito ao consumidor. No entanto, a televisão de alta definição de 65 polegadas paga com um cartão de crédito sem limite é um crédito ao consumidor.
Dicas para fazer um financiamento ou crédito ao consumo
O crédito ao consumo permite aos consumidores obter um adiantamento de dinheiro ou empréstimo para gastar com produtos ou serviços para uso familiar, doméstico ou pessoal reembolsado em uma data futura especifica. Os varejistas, os grandes armazéns, os bancos e outras instituições financeiras oferecem crédito ao consumidor como forma de pagamento de seus produtos e serviços.

Cuidados com ofertas e promoções com crédito ao consumo

Mas tem um problema nisto, atualmente tem se tornado muito comum algumas lojas do comércio varejistas e também grandes magazines fazerem ofertas falsas, veiculam anúncios que estão vendendo produtos em 3x, 6x, 10x, 12x e até mesmo 18 pagamentos sem juros, mas  na verdade, já estão embutidos taxas e juros nas parcelas da prestação do valor a vista.

Por lei, o estabelecimento comercial tem por obrigação informar quais as taxas e o montante dos juros para o consumidor. Outra prática comum e possivelmente ocorre ainda nesses dias, é quando o vendedor ou balconista utiliza uma tabela pronta fornecida pelo banco ou financeira, que informa uma taxa menor, quando na verdade está sendo cobrada outra taxa, fato concluído por pesquisas feita pelo Idec.

Esse tipo de manipulação é considerado pelo Código de Defesa do Consumidor (CDC) como propaganda enganosa. Se você não quiser ter problemas, o melhor é prevenir-se e fazer os cálculos dos juros a partir da tabela que o Procon disponibiliza gratuitamente. Quer fazer uma boa compra e pagar o justo? Gaste um pouco mais do seu tempo comparando e pesquisando por taxas e juros cobrados em diferentes lojas.

Dicas sobre crédito ao consumo

Dica, nos meses de janeiro e fevereiro, em geral as lojas do comércio em um todo, oferecem descontos e fazem promoções sensacionais, além do crédito ao consumo ficar mais barato. Se possível, adie as suas compras para essa época do ano, caso não seja tão urgente assim.

Nunca tenha preguiça ou vergonha de pedir descontos, pechinche sempre que poder e prefira fazer suas compras à vista. Agora se for imprescindível ter que fazer um financiamento, pesquise, compare, e busque lojas com as melhores taxas de juros, aliando ao menor número de parcelas.

Lembre-se: quanto maior o número de parcelas, mais altos serão os juros e, por consequência o valor final do produto com certeza também será maior.

Há! mais uma coisa, muita cautela com novos lançamentos promocionais. É muito provável que as diferenças relacionadas ao antigo produto não seja tão relevante, geralmente têm a mesma eficiência e tecnologia, mas são esteticamente modificados, a famosa maquiagem para torná-los mais caros.

Crédito ao consumo e dicas de financiamento ao consumidor
Média 4.724 votos