Skip to content

Empréstimos para consolidação de dívidas

Uma das melhores coisas sobre os empréstimos para consolidação de dívidas é que, ao contrário das dívidas de cartão de crédito, eles têm uma data final fixa, no cartão pode ser praticamente para sempre. A maioria dos empréstimos para consolidar dívidas tem prazos médios de 2 a 5 anos, com isso, você tem uma data alvo para se concentrar e planejar exatamente quando você estará livres das dívidas.

Soluções para consolidação de dívidas e juros altos

Ficar sem dívidas certamente da um impulso psicológico mais otimista para reembolsar a dívida ainda mais rápido. Além disso, obter um empréstimo pessoal para essa finalidade irá liberá-lo da armadilha de fazer apenas pagamentos mínimos no cartão de crédito a cada mês, o que pode literalmente continuar por anos ou até você não conseguir acabar com as dívidas e faturas.

Fazer a consolidação da dívida ou não consolidar? É relativamente fácil descobrir se seria sensato obter um empréstimo pessoal ou financiamento para pagar dívidas do seu cartão de crédito. Já para pensar que pagar dívidas é apenas uma questão de comportamento e de matemática? Se você fizer as contas de matemática certas, vai saber que faz todo sentido pegar um empréstimo com juro mais barato e pagar as dívidas mais caras.

Na web é possível encontrar credores dispostos em oferecer taxa de juros mais baixas em diversos tipos e modalidades de crédito específicos como o crédito consignado para negativado que tem juro de somente 2,05% ao mês. Mas o mais importante é que você precisa considerar se você realmente está disposto e capaz de resolver seus problemas financeiros, esse mesmos que levaram ao acumulo de faturas e contas pendentes de crédito ao rolar as dívidas.
Empréstimos para consolidação de dívidas
Um empréstimo para pessoa física ou pequena empresa pode ser uma solução final para seus problemas de insolvência ou apenas um passo para uma dívida ainda maior – basta você não conseguir mudar seu comportamento de mutuário.

Consolidar dívidas para quem não tem gastos sob controle

Há razões pelas quais às vezes não faz sentido obter um empréstimo para pagar suas dívidas de cartão de crédito. Você precisa considerar seriamente sua situação antes de assumir dívidas para substituir outra dívida. Se você deixar elas se tornarem incontroláveis, esse é realmente o sintoma de um problema ainda maior, que é conduzido pelo seu comportamento indisciplinado com as finanças.

Se você não pode ou não mudar seu comportamento financeiro, provavelmente irá acabar como o nome negativado, com restrição no CPF e inscrito no SPC e Serasa. As finanças só podem ser bem gerenciadas se usar o boa e velha combinação de paciência e disciplina.

A paciência serve para adiar a gratificação instantânea e a disciplina é necessária para manter um plano de gastos sob controle. Se você não consegue viver com essas duas coisas, fazer um refinanciamento das dívidas ou um novo empréstimo será apenas uma solução temporária que poderá levar esse mesmo problema a um nível superior no futuro.

Consolidar ou deixar de pagar a dívida

Um empréstimo consignado ou pessoal de baixo custo pode ser uma boa maneira de gerenciar uma quantidade moderada das sua dívidas. No entanto, se você tiver um montante de dívidas muito alto em seus cartões de crédito ao máximo, então você poderá resolver simplesmente arrastando os juros mais altos para baixo – trocar as dívidas.

Se for o caso, você pode estar melhor ao contratar o aconselhamento de consultor de crédito, o que é outra maneira manter um plano eficiente para pegar um crédito consolidado para consolidação de dívidas seja ela qual for. Boa Sorte!

Empréstimos para consolidação de dívidas
Média 538 votos