Skip to content

Empréstimo pessoal para honrar compromissos financeiros

No Brasil o starts dos bancos para alterar os juros para baixo é impressionante. Apesar das quedas constantes da taxa básica de juros, a taxa Selic, o qualquer cidadão vê é que os bancos e financeiras demoram para repassar o benefício dos juros baixos para o tomador de crédito, empréstimos pessoas, financiamento e recursos para empresas. Quem paga o preço é o bolso do cidadão, quem fica com a diferença são os bancos.

Empréstimo pessoal para honrar compromissos

Ou seja, para os credores que estão aplicando o seu dinheiro no mercado financeiro, o efeito dos ganhos são “rápidos e fáceis”, como já disse: isto é diferente para as pessoas que precisa de dinheiro emprestado e empréstimo pessoal para honrar seus diversos compromissos financeiros e manter as finanças em dia.

Quer saber mais sobre taxas de juros, acesse rapidamente o site do Banco Central e pesquisa na página TXJUROS que você vai descobrir em poucos segundos que existem taxas para todo tipo de perfil financeiro e modalidades de crédito.

Por falar em modalidade, cem dúvida nenhuma a modalidade do crédito rotativo aplicado nos cartões e no cheque especial são as mais caras para o mutuário. Estas duas modalidades possuem taxas de juros médias em torno dos 10% a 14% ao mês.

Há instituições financeiras e bancos que até praticam taxas menores e outros taxas maiores, mas normalmente, as taxas mais baratas são direcionadas inclusive para clientes que não precisam destes tipos de recursos, ou seja, as taxas baixas servem apenas para quem oferece risco mínimo às instituições financeiras, e sabemos todos que a realidade da maioria dos brasileiros é outra bem diferente.Empréstimo pessoal para honrar compromissos financeiros

Estamos em um mato sem cachorro – como dizia minha avó – o Copom baixa a Selic enquanto senta e observa tranquilamente o desprezo dos bancos com os cidadãos quando o próprio Banco Central divulga em sua página e aceita as taxas absurdas ainda praticadas pela maioria da instituições de crédito brasileiras.

Custo do empréstimo com nome sujo, sem consulta ou restrição

O empréstimo sem consulta ao CPF ou o empréstimo para negativado com restrição são caros mesmos, em torno de 15% a 24%, toda via o empréstimo com agiota juro sai até mais barato – que ironia. Já as opções de empréstimo com garantia de imóvel, de veículo e o penhor de jóias, tende a ter custo com juros mais baixos. Porque? Simples! Este tipo de financiamento de dinheiro assim como o consignado em folha (1.8 a 2.05%), representa menos risco ao credor que intermédia a operação financeira.

Nesses três últimos representam no bolso um juros que varia entre 1,2% e 4,13% mensalmente, sendo mais comum a cobrança de taxas entre 2,1% e 3,0% ao mês. Sem dúvidas, esses números não tem nada a ver como as transações feitas com o cheque especial e o rotativo do cartão de crédito que o brasileiro está bem acostumado.

No caso do penhor de jóias, os juros estão na média de 2,1% ao mês, a vantagem esse empréstimo pessoal também é obtido mesmo estando com restrições de crédito no nome, ou seja, mesmo que o CPF da pessoa conste no Serasa e SPC que representar estar com nome “sujo” ele consegue o dinheiro que precisa.

Mas, o penhor é conseguido somente na Caixa Econômica Federal. Que você saiba – os bancos captam recursos (dinheiro) com taxas abaixo dos 7% ao ano e emprestam estes mesmos recursos com taxas que variam entre 40% e 290% ao ano – pense nisto!

Procurar alternativas de empréstimos oferecidas no mercado

Nós é que devemos fazer algo contra tudo isso, enquanto o BC faz vista grossa, e está prática imunda não é revista pela instituição, cabe a cada cidadão ficar atento e se lançar as alternativas oferecidas no mercado como o Peer-to-Peer e o Crowdfunding ou outras que não sejam as dos bancos oportunistas.

Quando for fazer ou solicitar um empréstimo pessoal, pergunte-se: qual o sacrifício que faço para conseguir meu salário ou para ter dinheiro? Pergunte-se se está mesmo disposto em pagar juros de 10% a 15% ao mês, mesmo precisando de dinheiro quando seu salário é reajustado em 3% ao ano..

Confira também:

1. Quando o financiamento de dinheiro e bens vale a pena
2. Empréstimo bancário, como funciona, vale a pena?
3. Crédito consignado para negativado – vale a pena?
4. Pegar empréstimo vale a pena?
5. Portabilidade de crédito vale ou não a pena trocar seu empréstimo?
6. Compra de dólares: Investir em Dólar vale a pena?
7. O que são Títulos de Capitalização – como fazer, vale a pena?
8. Vale a pena pagar INSS ou Previdência Privada?

Quer reduzir o custo financeiro de seus empréstimos, financiamentos e compromissos financeiros? Para isso, é imperativo que você pesquise muito, compare termos e condições e avalie se vale a pena ou não se meter em dívidas.

Empréstimo pessoal para honrar compromissos financeiros
Média 540 votos