Dicas

Empréstimo para pagar IPVA e IPTU em 2018

O grande dilema, pago o IPVA à vista com desconto de 3%, pago o IPTU com desconto de 6% à vista ou pego um empréstimo pessoal?

Vale a pena fazer um empréstimo pessoal para pagar os impostos anuais do IPVA e IPTU? Mês de dezembro é como sempre corrido e naturalmente uma loucura, além das compras dos presentes e, da maioria das pessoas só trabalham até dia 20 e/ou dia 22/12. Depois de se preocuparem com os muitos desejos que tiveram que serem realizados, como os presentes que foram comprados para presentear os entes queridos, quando termina as festas, só vai restar lembranças e as muitas dívidas deixadas acumuladas para Janeiro, Fevereiro e Março.

Quando acaba essa época de festas de Natal e Ano-Novo e chega o início de Janeiro, começam a chegar os boletos e faturas de despesas das pessoas proprietárias de automóveis e donos de imóveis, sejam próprios ou alugados. A prioridade deve ser o pagamento do IPVA, IPTU e cartão de crédito, e caso você tenha algum dinheiro extra para receber dentro do mês de Janeiro melhor, caso contrário, vai ter que se virar.

O pagamento do IPVA e IPTU é à parte, não vamos nem colocar nas contas as despesas com material escolar, uniformes dos filhos, dívidas do Natal e os financiamentos com bens que certamente muitos fazem no término do ano. Além disso ainda tem as dívidas feitas com os cartões de crédito para quem viajou para a praia ou interior para curtir o Reveion.

Pagar IPVA e IPTU à vista ou fazer Empréstimo pessoal

O grande dilema é, pago o IPVA à vista em janeiro com desconto de 3% à 6% sobre o valor do imposto, também pago o IPTU com desconto de 6% à 10% vista ou pego um “empréstimo pessoal para pagar impostos“. Na verdade não há dúvidas do que fazer, o problema aqui é decidir devido a taxa Selic estar reduzindo se vale a pena ou não.

Já sabemos que é praticamente inexistente no mercado um investimentos para pessoa física que pague mais que 3% de rendimento, desta forma, os 3% e 10% de desconto do pagamento à vista dos impostos são maiores que qualquer investimento que poderia ser obtido com renda de dinheiro aplicado, frente ao parcelamento da dívida através de empréstimo pessoal.Empréstimo para pagar IPVA e IPTU em 2018
A grande maioria dos consultores de finanças, senão todos, desaconselham que se tome empréstimos para pagar dívidas, principalmente dívidas com impostos, esse tipo de tributo deve ser pago à vista. Mas e se a pessoas não tiver outra alternativa? E se o cidadão tiver acesso ao empréstimos que aplicam taxas de juros baixos que compensem a contratação do empréstimo para pagar IPVA ou IPTU?

É vantajoso pegar empréstimo para pagar IPVA e IPTU

Mas, e se o consumidor não tiver dinheiro em caixa para efetuar o pagamento do IPVA e do IPTU à vista? Pode ser até mais vantajoso pagar os impostos mês a mês sem descontos do que tomar empréstimos para aproveitar os descontos à vista, é quase uma desinteligência, mesmo porque os juros dos “empréstimos para pagar IPVA e IPTU” são muito mais altos que os descontos concedidos.

Nossa dica,  entre decidir em parcelar o pagamentos dos impostos e tomar um empréstimo pessoal para pagar IPVA e IPTU, o melhor é não fazer novas dívidas financeiras. O empréstimo pessoal só é a melhor alternativa quando a possibilidade de ficar inadimplente é muito grande.

Empréstimo para pagar impostos no início do ano

De qualquer forma, à partir de Janeiro começa a ser oferecido pelos grandes bancos de varejo como o Banco do Brasil, Caixa Econômica, Itaú Unibanco, Bradesco, Santander e muitos outros, os empréstimos pessoais para pagamento de IPVA, IPTU e despesas de início de ano, se for mesmo necessário a obtenção, não esqueça de comparar as taxas oferecidas em várias instituições para essa modalidade.

Empréstimo para pagar IPVA e IPTU em 2018
Média 4.635 votos

Escreva um comentário