Empréstimo Consignado GDF para Servidores Públicos

Com a entrada das cooperativas de crédito na concessão do empréstimo consignado para os funcionários do GDF, as taxas de juros devem baixar

O Empréstimo no DF assim como em qualquer região do Brasil é feito naturalmente por instituições bancários ou de crédito, no Distrito Federal em especial, o empréstimo consignado era concedido pelo BRB (Banco de Brasília) exclusivamente, O BRB concede as mais diversas linhas e modalidades de crédito pessoal e “empréstimo consignado para desconto em consignação na folha” de funcionários públicos e servidores do Governo do Distrito Federal.
Empréstimo Consignado GDF para Servidores Públicos

Quem não sabe como funciona o empréstimo consignado? A maioria dos servidores que recebem pelo Estado, Municípios e Governos já devem ter solicitado o consignado, o processo é simples, servidor público solicita o empréstimo em consignação ao banco ou financeira, geralmente credenciados ao órgão ou entidade pública para realização de empréstimos e, após aprovação e liberação dos recursos, o reembolso do dinheiro emprestado é feito através de parcelas descontadas automaticamente no salário ou contra-cheque todos os meses enquanto durar o contrato.

O Empréstimo no DF para GDF têm uma liberação rápida, segura e sem burocracia, o prazo das operação de crédito duram entre 12 e 60 meses para pagar, as taxas de juros são melhores que a do empréstimo pessoal e cheque especial. A quitação das parcelas do empréstimo consignado no DF para GDF é feita com autorização do débito direto na folha de pagamento, são fixas e mensais. Essa é uma das formas mais seguras de descontos, tanto para o contratante quanto para o credor e devido ao baixo risco, os juros são bem reduzidos. A aprovação do “empréstimo para GDF” é descomplicado, além disso, não têm consulta aos órgãos de proteção de crédito (SPC/SCPC/SPC Brasil/Serasa Experian), porém o desconto não pode ultrapassar a margem consignável de 30% da renda.

Convênio com o BRB

O que é GDF? “GDF”, significa “Governo do Distrito Federal”. Olha só que ótima notícia, no último dia 21/12 o GDF anunciou mais uma novidade para beneficiar os servidores do Distrito Federal com mais opções de crédito. Um novo convênio foi formalizado com BRB (Banco de Brasília) e mais três cooperativas de crédito para permitir que os servidores e funcionários públicos que recebem pelo Governo do DF, possam contratar empréstimos consignados sem burocracias e com condições especiais.

Cooperativas com Convênio GDF

No total são cerca de 205 mil servidores públicos do Distrito Federal que serão beneficiados com o novo convênio. Vale lembrar que anteriormente somente o BRB (Banco de Brasilia) podia oferecer o “empréstimo consignado com exclusividade”. Confira quais são as três cooperativas autorizadas pelo GDF para conceder a modalidade de empréstimo.

1 -) Cooservcred – Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores do Distrito Federal;
2 -) Credsef – Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Servidores da Secretaria de Fazenda do Distrito Federal;
3 -) Sicoob Cred-DF – Cooperativa dos Servidores da Área de Saúde e de Ensino no DF.

Com a entrada das cooperativas de crédito na concessão do empréstimo consignado para os funcionários do GDF, naturalmente deverá ocorrer uma maior competitividade entre as instituições. A intenção é estimular a redução das taxas de juros nessa modalidade de crédito e consequentemente trazer mais economia e vantagens para o “servidor do Distrito Federal”.

Quem pode pegar o consignado GDF

Com as cooperativas, a proposta do Governo do Distrito Federal é diferenciada, para ter acesso ao “empréstimo consignado das cooperativas”, os servidores públicos deverão se associar à elas, ou seja, ainda não sabemos, mas é possível os servidores terão que pagar uma pequena mensalidade por isso. De qualquer forma, ao se associarem às cooperativas, além de poder fazer os empréstimo consignado com condições mais favoráveis, ainda terão direito a participação nos lucros das instituições e muito outros serviços.

O início do convênio começa a vigorar a partir de janeiro de 2013.

3 comentários - Faça um comentário

Comente aqui !