E se o Empréstimo não for pago?

Quando o contratante não cumpre o que foi previsto no contrato e não paga o empréstimo, ele quebra o acordo é será punido com sanções jurídicas

pagar empréstimo - empréstimo não for pagoO que devo fazer se não consigo pagar meu empréstimo? Não estou conseguindo pagar o empréstimo que fiz no banco? Peguei um empréstimo não consigo pagar! Nos comentários do portaldoemprestimo.com nós encontramos dezenas de perguntas com esse tema, agora você poderá perguntar no Fórum do Portal, desta forma será mais fácil para otimizar as respostas.

Não são poucas pessoas que ao se depararem com a falta de dinheiro resolvem contrair um empréstimo pessoal. O dinheiro emprestado, ou seja, a solução para o problema vem de maneira relativamente fácil, se o contratante tiver crédito, claro! Porém, isso nem sempre quer dizer que tudo esteja resolvido. A próxima ação será justamente pagar o empréstimo.

Mesmo que o pagamento tenha sido planejado dentro do orçamento, com prazos e valores que caibam dentro do orçamento, mesmo que tenha sido escolhido o banco ou financeira com os juros mais baixos e as maiores facilidades, nem sempre é possível garantir o pagamento do empréstimo todos os meses.

Seja por falta de controle do orçamento, porque perdeu o emprego ou gastos extras como com saúde, por exemplo, existem casos em que quem contrai o empréstimo não consegue quitá-lo conforme o previsto. Mas, e então? O que acontece quando alguém não paga o empréstimo?

Vamos pensar no empréstimo como um serviço, sendo um serviço contratado ele vai impor regras que devem ser cumpridas, por parte do cliente (contratante) e da empresa (contratado). Quando o contratante não cumpre o que foi previsto no contrato, quando não paga pelo serviço usufruído, ele quebra o acordo é será punido por isso. Logo, quando o empréstimo não é pago ele se transforma em dívida não paga (inadimplência). Meio irônico, não? O que é considerado solução para pagar dívida, também se transforma nela. Pois é, mas acontece…

Em alguns contratos de empréstimo pessoal é obrigatório que se coloque algum bem como garantia ou que tenha aval como garantia. Desta forma se a pessoa que apresentou os tipos de garantias solicitados, ao não pagar o empréstimo, é certo que terá problemas e a empresa credora ira requerer o bem ou que o avalista arque com as despesas da operação de crédito que se transformou em dívida.

Caso nenhuma garantia tenha sido oferecida como segurança para a concessão do empréstimo, e o contratante não pagar e nem se interessar em fazer um acordo para restituir os valores emprestados, o nome dele pode vai para o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), Serasa Serviços e ainda poderá sofrer as sanções de ação judicial.

Por isso, o indicado é ir conversar com a instituição credora assim que perceber que não vai ter como quitar as parcelas do empréstimo. Tentar um acordo com parcelas ajustadas é sempre a melhor opção para não se endividar ainda mais e não perder um bom relacionamento com o seu credor. Algo que não pode deixar de ser dito é que se não há a certeza de que o empréstimo pessoal pretendido poderá ser pago, ou pior, se não existe a intenção de pagá-lo é melhor que nem o contraia. Ter o nome sujo na praça não é bom para ninguém.

22 comentários - Faça um comentário

Comente aqui !