Crédito Pessoal para Profissional Liberal

Como é a liberação do crédito pessoal para profissional liberal entre as financeiras e bancos que concedem a operação, e os juros cobradas

Os profissionais liberais que buscam crédito pessoal muitas vezes têm dificuldades em obtê-lo pela necessidade de comprovação de renda na hora da análise cadastral. Como a renda do profissional liberal é, na maioria das vezes, variável, fica difícil comprová-la. Para driblar essa questão as financeiras se utilizam de outros meios para averiguar a capacidade de pagamento de quem está buscando o crédito, e ter uma maior garantia de recebimento dos valores liberados através do empréstimo.

Além da documentação normalmente solicitada como RG, CPF e comprovante de residência, as financeiras solicitam que seja apresentada uma declaração de Imposto de Renda, através da qual podem obter informações sobre a renda obtida durante o ano, e assim estabelecer os limites de crédito adequados para a ocasião. Então, para quem faz a declaração do Imposto de Renda pode ficar mais fácil obter o crédito pessoal. Já quem não tem a declaração, precisa comprovar de outras formas que terá a capacidade de pagar o valor que está solicitando como crédito.

Outra questão que serve para que o crédito pessoal para profissional liberal seja liberado é a análise do relacionamento que a pessoa tem os bancos. É comum que algumas financeiras só liberem o crédito para profissionais liberais que tem conta aberta em algum banco a mais de 12 meses. Desta forma, a análise dos extratos bancários pode permitir levantar o valor médio que circula na conta da pessoa, servindo como base para estipular uma média de renda mensal. Esta medida serve para comprovar a idoneidade e evitar a atuação de golpistas.
Crédito Pessoal para Profissional Liberal

Além da conta corrente ativa, as financeiras também podem avaliar a liberação do crédito mediante a verificação do fato de a pessoa trabalhar com cheque. Assim, pode ser avaliado o histórico da emissão de cheques pela pessoa como, por exemplo, a quantidade de cheques devolvidos, sustados ou cancelados emitidos por ela, fornecendo mais informações para que decisão de liberação ou não do crédito seja tomada.

Existem algumas financeiras que dispensam a análise cadastral da pessoa que solicita o crédito, mas isso normalmente se reflete nos juros cobrados, que normalmente são mais altos. O que também pode acontecer é que, sem a comprovação da renda ou da capacidade de pagamento por parte da pessoa, o valor do crédito liberado seja limitado. Em algumas financeiras o limite de crédito liberado sem a comprovação de renda não passa de R$ 1.500,00.

Assim como variam os requisitos para liberação do crédito entre as financeiras que concedem crédito pessoal para profissional liberal, também variam (e muito) as taxas de juros cobradas.

A dica é que você realize simulações em várias financeiras antes de optar por alguma delas. Mesmo que você esteja com pressa de receber o crédito, a falta de uma análise mais detalhada por significa perda de dinheiro em juros altos demais.

Pesquise, compare e faça a melhor escolha!

4 comentários - Faça um comentário

Comente aqui !