Crédito Pessoal com Parcela Fixa, Flexivel ou Ajustável

O Crédito Pessoal oferecido por bancos e fornecedoras de empréstimos são excelentes alternativas para quem não possui dinheiro vivo na mão

Qual tipo de Crédito Pessoal escolher, com parcela Fixa, Flexível ou Ajustável? Ao solicitar um Crédito Pessoal o contratante vai se deparar com algumas condições e situações na operação que devem ser decididas de imediato ou se for uma pessoa disciplinada, com alguma antecedência. Fatores como o valor que será solicitado, o prazo do Crédito Pessoal, valor das parcelas que serão pagos mensalmente, em alguma casos a instituição prevê a contratação do Seguro de Empréstimo – fazer ou não fazer? E, escolher qual a forma de cobrança da parcelas do Crédito Pessoal, fixas, Flexíveis ou Ajustáveis.
crédito pessoal com parcela fFixa ou ajustável

No Crédito Pessoal com parcela Fixa, os recursos do empréstimo é pago uma parcela de cada vez sempre no mesmo valor até que o prazo acabe. Alguma instituições permitem a amortização antecipada de parcelas, parte do saldo devedor ou a quitação total depois de um certo tempo estabelecido em contrato.

Porque contratar um Crédito Pessoal? A resposta parece óbvia, mas só pega dinheiro emprestado a juros quem está realmente precisando de recursos para a realização de algum projeto, sonho de consumo, quitação de dívidas, curso profissionalizante ou até uma viagem de férias com a família. Uma vantagem do Crédito Pessoal é a facilidade na obtenção, além disso, a maioria das linhas e modalidade disponíveis não são garantidas, ou seja, o contratante não precisa dar nenhuma garantia para conseguir o dinheiro emprestado na transação.

O Crédito Pessoal oferecido por bancos e empresas fornecedoras de empréstimos são excelentes alternativas para quem não possui dinheiro em mãos. Por um momento a tomada de crédito pode tirar algumas preocupação financeiras, mas isso depende de quem o solicitou, se a operação foi realizada sem nenhum planejamento sobre como a dívida irá afetar o orçamento, certamente ao longo do tempo o Crédito Pessoal se torna um fardo, e muito pesado por sinal.

Com operações de crédito com taxa de juros fixa, o mutuário não precisa se preocupar qual será o valor da próxima parcela mensal, isso só acontece se o Crédito Pessoal concedido com parcelas flexíveis ou ajustáveis, aí sim, todos os meses o valor muda de acordo com alguns índices determinados no contrato na hora da concessão.

Algumas características

1 -) Prazo Fixo: A duração da operação pode durar de 1 (um) a 48 meses. Quanto maior o período do Crédito Pessoal, menor o valor das parcelas, mas os juros são maiores.

2 -) Parcelas Fixas: O pagamento das parcelas (prestações) tem um valor fixo, ou seja, cada mês o valor é o mesmo, não nuda até que acabe o contrato, além disso, é possível adiantar parcelas para diminuir a taxa de juros e o prazo.

3 -) Parcelas Reajustáveis: Nesse caso as parcelas das prestações sofrem reajustes mensalmente, cada mês o valor da parcela é diferente, esse tipo de operação possui taxas de juros atraentes não é aconselhável.

4 -) Serviços Extras: “Seguros Prestamistas”, “Seguros de Empréstimos” ou outros formatos de seguros são impostos ou solicitados na hora da concessão de alguns tipos de Crédito Pessoal, quando não for obrigado, cabe ao contratante decidir se quer ou não esse serviço de proteção.

Vale lembrar que a liberação de dinheiro através de Crédito Pessoal está sujeita há vários fatores que envolvem o processo de aprovação e análise de crédito realizado pelas instituições, e por vezes a reprovação pode ocorrer.

2 comentários - Faça um comentário

Comente aqui !