Crédito liberado no Consórcio Contemplado, como usar?

Você já usaou um Crédito Liberado de Consórcio? Foi Contemplado ou Sorteado no Consórcio. Como usar a Carta de crédito para Compra de bens

Você já teve algum crédito liberado no Consórcio? Ainda não? O Consórcio é uma alternativa ao crédito pessoal e financiamento de bens, isso todo nós já sabemos. Quem não quer pagar os juros altos das operações de crédito convencionais, acaba se agrupando no consórcio para conseguir realizar a compra de um bem, produto ou serviço.

Se engana quem acha que para pegar o dinheiro no consórcio é igual ao processo de um financiamento ou crédito pessoal que o dinheiro sai na hora, no consórcio é preciso ser contemplado ou sorteado para poder receber a carta de crédito e utilizá-la.

O processo de contemplação pode ocorrer no início, no meio ou no final do Grupo, porém, uma vez o consorciado contemplado, ele recebe da administradora do consórcio uma carta de crédito que poderá ser usada como dinheiro para a compra do bem, conjunto de bens ou serviço, de acordo com o que for estabelecido em contrato.

Não pense que só porque é consórcio não tem que apresentar nenhuma garantia, de acordo com a Abac (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios), para o consorciado utilizar o crédito liberado, ele deve estar ativo e apresentar garantias ao grupo do consórcio nos termos que constarem no contrato assinado.
Crédito liberado no Consórcio Contemplado

Depois da contemplação

Quando o “consorciado é contemplado”, por sorteio ou por lance, não importa, ele deve informar a administradora qual a sua opção de compra. Esse processo é feito formalmente, deve-se apresentar o nome, a identificação do vendedor, o endereço e os documentos: CPF ou CNPJ.

Também deverá ser informado, outros detalhes da compra como as características do bem (carro, veículo, moto, lancha etc.) ou do serviço (operação plástica, serviços odontológicos, próteses etc.) que serão adquiridos, além disso, é necessário informar quais as condições de pagamento acertada entre o consorciado contemplado e o vendedor/fornecedor do produto ou serviços.

Usar o crédito da carta?

O sonho de todo cotista de consórcio é pegar a tal da carta de crédito, a carta é que dá poder de compra ao consorciado e vale como se fosse dinheiro. O consorciado pode utilizar o crédito total da carta, mas se quiser, é garantido por lei o direito de utilizar a décima parte do montante, ou seja, 10% para pagamento de custas ou despesas vinculadas a compra do bem, produto ou serviço.

Quando o consorciado usa a carta de crédito para a compra de imóvel para moradia, ainda terá o direito de utilizar o saldo da sua conta vinculada ao FGTS para complementar seu crédito contemplado. Como é isso? Pode juntar o crédito com o Fundo para adquirir um imóvel residencial.

Para usar o crédito liberado da carta de contemplação, o consorciado têm até 180 dias, passado esse prazo, é possível converter a carta em dinheiro, no entanto, o crédito deverá ser restituído ao grupo e à administradora integramente em forma de parcelas.

16 comentários - Faça um comentário

Comente aqui !