Crédito Consignado no Tocantins com Prazo de 84 meses

Os Servidores públicos de Tocantins poderão fazer crédito consignado em 84 meses de acordo com o novo decreto do Governador do Estado

Crédito consignado no Tocantins com novo prazo. Os Servidores públicos de Tocantins poderão fazer crédito consignado em 84 meses. O Decreto acaba de ser publicado e todos os servidores públicos estaduais do Tocantins podem contratar empréstimo em consignação com até 84 meses, ou seja, sete anos para pagar, a autorização partiu do Governador Siqueira Campos.

Vale mencionar que a maioria dos estados brasileiros permitem a consignação em folha em até 60 meses. O consignado para aposentados e pensionistas também até 60 meses. O consignado privado varia de acordo com o combinado, já o Banco do Brasil em alguns estados que possuía exclusividade, concedia o crédito consignado em até 96 meses.

Atualmente, o Estado do Tocantins possui 72 mil operações de crédito consignado em folha, as operações que podem ser renegociadas totalizam cerca de 64 mil com o novo prazo que começará a vigorar.

No Tocantins aproximadamente 36 mil servidores estão aptos para pegar o crédito consignado, a medida visa beneficiá-los com a possibilidade de, com o prazo maior, poder pegar mais dinheiro nas operações. Além da possibilidade de realizar novos empréstimos, o novo prazo também abre margem para refinanciamento de consignados já existentes e também a compra de dívidas de empréstimo com troco. Ainda será possível que os servidores tocantinenses façam a renegociação dos financiamentos existentes.
Crédito Consignado no Tocantins

A novidade foi divulgada no palácio do Araguaia durante o encontro do 1°. Escalão do Estado, os secretários estaduais de Relações Institucionais, Eduardo Siqueira Campos, e da Administração, Lúcio Mascarenhas deram o notícia para os meios de comunicação que estavam presente. As vantagens com a mudança de prazo no consignado para 84 meses deverá provocar uma maior competição entre as instituições bancárias e financeiras que são conveniadas com o Governo do Tocantins.

Segundo Eduardo Siqueira, o Decreto fará com que haja uma queda progressiva dos juros do crédito consignado no Tocantins, a extensão do prazo vale para operações novas, ou seja, servidores públicos de Tocantins que queiram realizar o crédito em folha poderão solicitar em 84 parcelas.

A prncípio a iniciativa parece ótima, só vale lembrar que como o prazo extendido para 84 parcelas, os crédito serão oferecidos com juros equivalentes, porém o saldo devedor será muito mais alto apesar das parcelas serem baixa, sem falar que o servidor tocantinense vai ficar com a folha comprometida por sete anos. é muito tempo.

Como os servidores tem mania de fazer empréstimos, compra, recompra e venda de dívidas de empréstimo e refinanciamentos, além dos empréstimo empréstimo com débito em conta feitos em associações e cooperativas de crédito, em pouco tempo deverá ocorrer o endividamento e o supreendividamento. A idéia é boa, mas se o servidor não tomar cuidado, o benefício poderá virar uma punição, afetando o orçamento como uma bomba relógio a médio prazo.

O crédito consignado no Tocantins com prazo de 84 meses começa a vigorar à partir de primeiro de fevereiro até 31 de maio deste ano, passado esse período, o prazo anterior com máximo de 60 meses volta a valer.

1 resposta - Faça um comentário

Comente aqui !