Financiamentos

Como refinanciar veículo com restrição no CPF

Saiba qual melhor caminho para ser percorrido para conseguir o financiamento mesmo estando com CPF negativado no mercado.

Quem está buscando refinanciar um veículo com restrição no CPF não vai encontrar muitas alternativas no mercado. Porém, a notícia boa é que ainda há sim solução para o caso e conseguir um empréstimo é possível mesmo com o nome negativado. Vamos entender melhor como funciona?

Como refinanciar veículo com restrição no CPF

Se você quer refinanciar veículo com restrição no CPF o primeiro passo é confirmar se seu nome está sujo. Estando, agora sim você pode percorrer um outro caminho, bem diferente se seu nome estivesse totalmente limpo no SPC e Serasa.  Para isso então temos duas alternativas que explicamos mais adiante:

Negocie suas dívidas

Negociar as dívidas para refinanciar veículo com restrição no CPF pode ser uma boa saída. No primeiro momento, ao fechar um acordo de pagamento com o credor, seja banco ou não, seu nome será retirado da lista dos órgãos de negativação. Saindo da lista, as chances de você fechar um refinanciamento são grandes e prováveis, isso porque essa modalidade de crédito é menos burocrática.

A vantagem no refinanciamento de carro é grande, pois o banco tem o veículo como segurança de pagamento. Na prática, outra vantagem é que os juros podem ficar mais em conta se compararmos com outras linhas de crédito.

Crédito Consignado é uma saída

Se você não conseguir refinanciar e nem negociar a dívida, mantendo assim seu nome com restrição, o jeito é optar pelo crédito consignado. Os juros não são tão atrativos como no refinanciamento de carro, porém o crédito nesta modalidade é uma saída para resolver sua situação.

O crédito consignado para negativados é liberado mesmo para pessoas com nome sujo. Isso porquê o credor descontará o valor das parcelas diretamente na folha de pagamento, garantindo assim que não haja inadimplência.

Carro quitado aumenta chances de refinanciamento

Se o seu veículo estiver quitado, você aumenta ainda mais suas chances de refinanciar veículo com restrição no CPF. Claro, a dica de limpar o nome com a negociação é válida e deve ser seguida para realmente concretizar a liberação do crédito, mas isso pode acontecer principalmente se o veículo estiver quitado.

Outra dica importante é procurar o banco que já tinha feito ou é responsável pelo financiamento do seu carro. É lá que você também tem mais chances de conseguir o crédito e sair com o dinheiro na conta.

Taxas de juros no refinanciamento

Se estamos falando de refinanciamento, faz todo sentido você descobrir aqui a média da taxa de juros para esse tipo de crédito.  A variação da taxa em si pode ocorrer independentemente do mês, porém é comum que ela tenha margem de 1,90%.

Esse valor está bem abaixo de outras formas de financiamento e isso ocorre justamente pela garantia do banco ter o veículo para possível quitação da dívida ou parte dela.

Se você está buscando o refinanciamento do veículo para pagar dívidas, aqui vai uma sugestão. Se o veículo vale na tabela FIPE R$ 15 mil e você precisa de R$ 6 mil para quitar dívidas, opte por esse valor mais baixo.

veículo com restrição

Além das parcelas em conta, com valores mais baixos, a quantidade de parcelas também será menor e isso facilitará a quitação do novo financiamento. Ou seja, quanto maior for o valor, maiores serão os juros e também as parcelas, portanto só faça isso se realmente for o caso, se for necessidade para pagamentos de contas.

Documentos necessários para refinanciamento

Para conseguir o refinanciamento você vai precisar separar alguns documentos, como:

  • Cópia do RG
  • Cópia do CPF
  • Cópia do Comprovante de residência
  • Cópia do Comprovante de renda
  • Cópia da Certidão de Casamento
  • Cópia da CNH

No caso do veículo, não esqueça de levar:

  • CRV (Certificado de Registro de Veículo)

Todos os documentos originais também devem ser apresentados juntamente com a cópia.

Refinanciamento de veículos em outro nome

Se você comprou um carro e ele é financiado em nome de outro, cuidado ao fazer o refinanciamento. O ideal e exigido pelos bancos, caso o veículo não esteja quitado, é fazer a transferência de titularidade de acordo como indica cada banco credor. Vale reforçar que o refinanciamento deixa o veículo alienado, sendo realmente seu só após o pagamento total da dívida.

Lembre-se que refinanciar um veículo com nome sujo é possível aplicando as dicas deste artigo.

Como refinanciar veículo com restrição no CPF
Média 521 votos

Account Manager, Consultora e Blogueira - Trabalhou com produtos e serviços de crédito no segmento financeiro. Atualmente é produtora de conteúdo e escreve sobre linhas de crédito, financiamentos e finanças.

Escreva um comentário