Informações Úteis

Como reduzir taxa de juros de empréstimo pessoal e consignado

Reduzir taxa de juros contratando a renovação de empréstimo, portabilidade de crédito ou a ação revisional vale a pena para baixar o valor de parcelas e prestações? Leia o texto ...

Como reduzir juros das minhas parcelas? Como reduzir prestação de empréstimo? Como reduzir taxa de juros do consignado? Como diminuir parcela do financiamento? São respostas diferentes para cada motivo … Quando decidimos reduzir o valor das parcelas ou prestação de um empréstimo seja consignado ou empréstimo pessoal existem alguns passos. Primeiro: é saber porque quero reduzir a taxa ou valor da dívida. Segundo: saber como fazer a redução da dívida. Terceiro passo: concluir o processo em um banco ou financeira.

Nos últimos meses consecutivamente houve cortes na taxa básica de juros (Selic) pelo Banco Central, isso afeta os contratos de empréstimos feitos anteriormente com juros mais altos. Vemos que o governo federal está decidindo reduzir as taxas de juros, bom para os servidores públicos e aposentados que possuem empréstimos consignados que terão a chance de optar em diminuir os juros das cobranças atuais.

Como transferir dívida para outro banco

Não é uma tarefa fácil no Brasil para algumas modalidades, apesar de existirem termos e diretrizes do BC para que mutuários de empréstimos, financiamentos e crédito pessoal possam ser trocar de bancos, ou seja, tirar a operação de um banco e levar para outro, a dificuldade imposta e mais regras introduzidas pelas instituições, fazem muitos mutuários desistirem por causa da burocracia e taxas adicionais na hora da troca.

Mas esse não é o caso do consignado. Em geral o mutuário decide fazer a troca de banco para baixar as taxas de juros da operação anterior, porque quer levar vantagens ou porque o banco está cobrando taxas de juros abusivas. Nessas duas situações você tem a opção de transferir as dívidas para um banco ou financeira de sua preferência que cubra as taxas. Se você possui empréstimo consignado é possível mudar seu empréstimo para um banco com taxas menores.Como reduzir taxa de juros de empréstimo pessoal e consignado

Reduzir taxas de juros com a portabilidade

A portabilidade foi um forma encontrada de minimizar a dor de muitos servidores, funcionários públicos, militares das forças armadas e aposentados e pensionistas do INSS dos juros altos cobrados em operações da linha de crédito feitos em tempos antes anteriores onde os juros eram excessivos para muitas modalidades de empréstimo, incluindo o consignado.

A solução encontrada foi portabilidade de crédito. Atualmente o portabilidade de crédito está com as regras mais flexíveis e as operações estão mais fáceis de serem concluídas, o processo de transferência da dívida está mais transparentes e os bancos não podem mais oferecer resistência quando o mutuário quer mudar do banco atual para outro. Vale lembrar que procedimento para realizar  a transferência de dívida para outra instituição é totalmente gratuita.

Quando for fazer a portabilidade para reduzir juros das parcelas ou pegar o troco em dinheiro é importante ficar atento os termos e as políticas de concessão do banco para essa modalidade, elas podem ser diferentes da banco para banco. Não esqueça também, que se não houver uma vantagem expressiva na troca, o melhor mesmo é não fazer. Pesquisar, simular e comparar empréstimos em muitas instituições financeiras essa é a ordem para obter taxas de juros melhores mesmo antes de fechar o negócio.

Como baixar taxas de juro de empréstimo pessoal

O que é um empréstimo pessoal? É um “crédito não consignado”, mas conhecemos habitualmente como “empréstimo pessoal”. É uma operação de crédito onde se pega dinheiro emprestado a juros de uma instituição que posteriormente evolui para uma dívida quando o dinheiro cai na sua conta. O empréstimo pessoal é uma forma de obtenção de dinheiro através de  limites de cheque especial, cartão de crédito e facilidades de conseguir dinheiro emprestado a juros.

Com essa facilidade, o cidadão empresta dinheiro das instituições para realizarem uma infinidade de desejos e projetos, ao fazer um empréstimo, o dinheiro pode ser usado como quiser e isso faz da operação um excelente forma para suprir necessidades financeiras. Porém, essa tomada de crédito em geral se torna ao longo do tempo um problema individual e em outros casos prejudica toda a família.

Trocar de dívidas ou reduzir parcelas de crédito atual? Com essa onda de Coach ou Consultores e especialistas financeiros que vemos por ai, o que não falta são orientações para que o mutuário troque a dívida mais cara por uma mais barata, isso já virou chavão. Claro que pedir empréstimo pagando juros menores para eliminar os juros caros do cheque especial e principalmente o cartão de crédito é o que todos querem, principalmente se essas operações não foram feitas em uma boa hora e acabou gerando dores de cabeça por causa dos juros excessivos.

Duas formas de reduzir o juros do seu empréstimo pessoal. Primeira: tente falar como seu gerente ou instituições de crédito para refinanciar ou renovar o empréstimo com as taxas de juros do momento. Segundo: entre com um processo de ação revisional.

Como diminuir juros altos de empréstimos

Não existe “empréstimo barato”, isso é uma ação ilusória que foi criada para geram lucro para os credores, mesmo que o juros supostamente aparente ser barato, ainda assim vai coexistir com a cobrança de taxas e juros sobre o valor emprestado e que muitas vezes são notadas extorsões após a contratação do crédito, quando as contas são feitas.

Bom, para reduzir taxas de juros de empréstimo pessoal ou qualquer outro tipo de empréstimo, uma “Ação Revisional de Juros” pode ser uma das saídas. É bem provável que você tenha visto por toda parte muitos anúncios na internet, nas rádio e televisão, oferecendo ação revisional de juros para baixá-los, a promessa é que através da revisão haja a redução da prestação em mais da metade.

  1. Portabilidade de Empréstimo ou Renegociar por juros mais baratos
  2. Compra de dívidas, Transferência ou Portabilidade de crédito
  3. Portabilidade de credito pode ser uma alternativa para pagar dividas
  4. Portabilidade de credito vale a pena ou não para diminuir parcelas

Essa é uma dica para você não criar falsas expectativas, baixar juros ou baixar o valor das parcelas com ação revisional dever ser analisada por um perito especialista em juros abusivos, que entenda realmente de contratos bancários. A Ação Judicial é um processo sério, com resultados nem sempre seguros e com custa alto, portanto pense bem antes de tentar baixar os juros de um contrato de empréstimo pessoal, pode não vale a pena.

Seja qual for o motivo que você está querendo reduzir taxas de juros dos seus empréstimos, analise bem todas as possibilidades, não acredite em contos da carochinha, verifique se vai valer a pena você contratar ou renovação de empréstimo, a portabilidade de crédito ou a ação revisional do seu empréstimo. Boa Sorte!

Como reduzir taxa de juros de empréstimo pessoal e consignado
Avalie esta postagem

Account Manager, Consultora e Blogueira - Trabalhou com produtos e serviços de crédito no segmento financeiro. Atualmente é produtora de conteúdo e escreve sobre linhas de crédito, financiamentos e finanças.

Escreva um comentário