Financiamentos

Como funciona a hipoteca do Banco do Brasil

Quais as vantagens e diferenciais da hipoteca do Banco do Brasil. Como funciona e como fazer o financiamento de imóvel com hipoteca?

Você tem interesse em fazer a hipoteca do Banco do Brasil, mas não sabe como funciona? Este artigo será esclarecedor.  É bom conhecer as regras, formas de negociação e juros. Com a crise financeira ficou mais difícil negociar o financiamento de um imóvel devido aos juros que estão mais altos. A hipoteca do Banco do Brasil, mas conhecida por Crédito Imóvel Próprio é quando o banco oferece empréstimo para você usar como quiser e o seu imóvel é a garantia da operação.

Neste caso, o empréstimo pode ser usado para qualquer fim, inclusive a compra de outro imóvel, ou até mesmo empreender em um novo negócio, fazer a reforma da casa, entre outras opções que fica a critério da pessoa saber por que procura este tipo de empréstimo. Ou seja, a hipoteca de imóvel pode ser uma opção para as pessoas que precisam valores altos, com juros mais baixos e pagamento em longo prazo. Mas é preciso cautela antes de fazer a negociação, o que implica no conhecimento das tarifas e juros cobrados, prazo de pagamento, bem como a garantia do imóvel ao banco até o término da negociação.

Como fazer a hipoteca do Banco do Brasil?

Se você tem interesse em fazer a hipoteca do Banco do Brasil, saiba que este tipo de empréstimo é válido apenas para pessoas físicas que possuem um imóvel próprio quitado.
O Banco informa também que somente é possível compor renda entre cônjuges ou companheiros que vivem em união estável, inclusive homoafetivos.

Como funciona a hipoteca do Banco do Brasil
Tudo sobre como funciona a hipoteca do Banco do Brasil

Clicando neste link aqui você poderá conferir os documentos solicitados para fazer a hipoteca do Banco do Brasil. Com eles em mãos você deve se direcionar até uma agência do Banco do Brasil para então fazer a hipoteca.

Quais são as condições da hipoteca do BB?

O Banco do Brasil deixa bem claro quais são as condições de negociação e empréstimo. Confira abaixo:

  • Financiamento entre R$ 35 mil e R$ 3 milhões, limitado a até 60% do valor do seu imóvel residencial, urbano e quitado;
  • Pagamento em até 15 anos;
  • Taxas a partir de 1,69% a.m. + TR;
  • Prestações fixas;
  • Financiamento para pessoa física. É possível compor renda entre cônjuges ou companheiros que vivem em união estável, inclusive homoafetivos;

O mesmo vale com relação aos prazos de pagamento:

  • O prazo mínimo do empréstimo é de 18 meses;
  • O prazo máximo do empréstimo é de 180 meses, sendo 178 meses de capital e 2 meses de carência;
  • Mínima de 60 até 89 dias, a depender da data de assinatura do contrato e a data base escolhida para pagamento da prestação;
  • O valor do IOF não é financiado e é debitado integralmente na conta corrente do proponente na data da liberação da operação (a alíquota incidente é estabelecida pela legislação vigente);

Lembrando que para fazer este tipo de empréstimo, em dar o imóvel como garantia, ele precisa seguir alguns requisitos. Conheça abaixo:

  • Imóvel próprio quitado, residencial, localizado em área urbana, ser edificado em alvenaria, não estar em construção ou reforma estrutural, estar registrado no Cartório de Registro de Imóveis, estar em boas condições de habitabilidade e uso;
  • No caso de imóveis novos (construídos a menos de 180 dias) é necessário possuir Habite-se averbado junto ao RGI;

Vantagens da hipoteca Banco do Brasil

Conheça alguns dos diferencias que o Banco do Brasil disponibiliza na hora de realizar a hipoteca de seu imóvel:

Carência: de até seis meses para pagar a primeira parcela. Neste período serão pagos apenas os juros, seguros e tarifa de administração do contrato;

Financiamento de despesas da compra do seu imóvel. ITBI, custos cartórios e tarifas da operação podem ser incluídos no seu financiamento e pagos nos mesmos prazos e taxas da sua operação;

Mês sem pagar. Você pode escolher um mês do ano para pular o pagamento da parcela de capital e dos juros. Neste mês serão pagos os seguros e a tarifa de administração do contrato;

Mesmo com juros mais baixos e a possibilidade de pagamento em longo prazo, o cliente precisa saber que caso ele não consiga pagar as prestações, terá que entregar o imóvel, mesmo que já tenha quitado uma parte do empréstimo. Esse bem será leiloado pela instituição financeira. Por isso, neste caso pode ser um risco alto.  Ou seja, se a pessoa tem algum tipo de dúvida e acredita que terá dificuldade de pagar o empréstimo, é melhor não pegá-lo.

Como funciona a hipoteca do Banco do Brasil
Média 4.342 votos

Account Manager, Consultora e Blogueira - Trabalhou com produtos e serviços de crédito no segmento financeiro. Atualmente é produtora de conteúdo e escreve sobre linhas de crédito, financiamentos e finanças.

Escreva um comentário